Padre Eustáquio,

    

Moradores planejam revitalizar praça Pisa no Fulô

Um dos cartões-postais do bairro Carlos Prates, a praça Pisa no Fulô clama por socorro: bancos foram quebrados, o jardim não tem mais flores e parte do piso deu lugar a buracos. A boa notícia é que um grupo de moradores da região está disposto a uma força-tarefa para revitalizar o local.

Para discutir o assunto, haverá um encontro na própria praça, no próximo sábado (11 de agosto), a partir das 9h. Uma das coordenadoras da proposta é Eliane Maris da Silva, que já morou no Carlos Prates e hoje reside no Padre Eustáquio. Ela encaminhou uma carta aberta à população convidando para o projeto de revitalização do cartão-postal (reportagem continua após a foto).

Foto: Paulo Henrique Lobato

Mais que uma praça, a Pisa no Fulô é um tradicional mirante da capital, de onde a vista alcança a curva da Serra do Curral. “Será uma roda de conversa para dar o start da reforma da nossa pracinha querida”, explica Eliane, recordando que o cartão-postal também teve outros apelidos no passado, entre eles Satélite e Zig Zag.

O grupo deseja resgatar a história do local. “Peço aos mais antigos que tiverem fotos, recortes de jornais ou outros registros da Zig Zag, como a (extinta) quadra de vôlei, que levem”.

A intenção é uma exposição permanente de fotografias na Pisa no Fulô. Entre as imagens, os organizadores tentam até as que possam ter imortalizada uma das brincadeiras prediletas dos antigos usuários da praça: os carrinhos de rolimã nos arredores (reportagem continua após o vídeo).

Entre os convidados para o encontro de sábado, estão paisagistas, jornalistas e amantes do carnaval de BH. A praça, aliás, é local de ensaio do bloco Pisa na Fulô.

 

Foto: Divulgação Eliane Maris

Animada, Eliane pede que quem comparecer na praça para a reunião que leve um lanchinho para ser compartilhado entre o grupo, como sucos, chás, frutas, café etc.

Na reunião, também será discutido o Dia do Idealista BH-Carlos Prates-Padre Eustáquio, projeto que ajuda a melhorar o planeta. Aparece lá para saber mais.

Você poderá gostar de ler também:

Os 55 anos da última viagem dos bondes no Carlos Prates e Padre Eustáquio

Você se lembra dos cinemas no Carlos Prates e no Padre Eustáquio?

 



Comentários

comentários