Esbanjando alegria, dona Heloísa, de 72 anos, chegou toda sorridente ao salão da paróquia São Luiz Gonzaga, no bairro Minas Brasil. Minutos depois, transpirando felicidade, chegou seu José Isaías, de 65 anos. Era dia de dança cigana para dezenas de mulheres e homens da terceira idade.

O grupo se reúne toda terça-feira, das 14h às 16h30, na rua Tito Novaes, número 709, onde a professora, Sílvia Prata, faz questão de receber um a um com um sorriso maravilhoso.

Ela é a responsável por um projeto social que leva alegria e retira idosos do sedentarismo por meio da dança cigana. “Foram seis anos na paróquia São José e, em 2017, chegamos à São Luiz Gonzaga. Quem desejar participar, é só chegar”, convida a professora.

Grupo reúne moradores de vários bairros da Grande BH

Sílvia Prata começa a aula, claro, com uma oração. Em seguida, o grupo faz um pequeno alongamento. E os passos vão surgindo ao som de diversas canções. (continua após a publicidade)

Entre uma música e outra, a professora explica os motivos dos movimentos e dos passos. “A cigana, quando dança, busca retirar as coisas ruins ao redor. Depois, joga o lenço no chão, numa espécie de que a terra absorva o que foi retirado de ruim”.

Mas as aulas têm muitos outros aprendizados. “O da alegria, por exemplo”, contou José Isaías. “Cheguei há dois anos ao grupo. É uma grande amizade, como se fôssemos uma família”.

Dona Heloísa, que também dança músicas folclóricas e participa de grupo de teatro, confirma: “Tudo aqui é uma maravilha”. (continua após a publicidade)

“Somos um grupo coeso. Todos chegam e se cumprimentam, apertam as mãos, se abraçam”, faz questão de dizer dona Delisete Prata, mãe da professora.

Para que a alegria fique ainda maior, professora e os alunos estão preparando uma rifa para comprar um aparelho de som novo para o grupo. Quem puder ajudá-los, pode procurar a professora, às terças-feiras, no salão da paróquia, na rua Tito Novaes, 709, no Minas Brasil.

 

Sílvia Prata é colunista deste site. Para ler os textos da professora de dança, acesse a coluna Conversa com Sílvia Prata.

Esta reportagem foi publicada na versão impressa do Jornal do Padre Eustáquio. Se desejar sugerir uma reportagem ou anunciar sua empresa tanto no site quanto no jornal impresso ou redes sociais, envie um zap para (31) 98477-7179.

 



Comentários

comentários